Início » Alvalade » Apontamentos históricos do Padre Jorge de Oliveira (1865-2015)

Apontamentos históricos do Padre Jorge de Oliveira (1865-2015)

pe_jorgeoliveiraNascido na freguesia de Samuel, no concelho de Soure, em 8 de Novembro de 1865, o Padre José Jorge de Oliveira assumiu os destinos da paróquia de Nossa Senhora da Conceição da Oliveira, em Alvalade, no dia 13 de Março de 1908.

A par do  exercício sempre zeloso e competente do seu ministério sacerdotal, estudou e registou também, minuciosamente, pequenos acontecimentos, factos históricos, achados arqueológicos, costumes, tradições e episódios do quotidiano alvaladense, mas também a fauna, a flora, as crenças, as superstições, as alegrias e os dramas da freguesia e do povo que o acolheu, cujo legado é ainda hoje uma referência de consulta importante para os historiadores e outros investigadores.

Reunimos aqui 54 artigos/textos, sobre as memórias históricas e etnográficas de Alvalade que o Padre Jorge estudou e coligiu praticamente até ao fim dos seus dias e que também podem ser acedidos a partir da ligação “Apontamentos históricos do Pe. Jorge de Oliveira“, ordenados pela data de publicação neste sítio.

Alvalade antiga

A Comenda de Alvalade

Tempos idos

Habitantes de Alvalade (1526-1858)

Efemérides de Alvalade (1139-1953)

Rendeiros da Comenda de Alvalade

Morgados e morgadios

Os morgados de Gaspeia

Terras novas

O Duque da Terceira em Alvalade

D. Miguel em Alvalade

Igrejas e culto religioso

A Igreja de Nª Srª da Azinheira do Roxo

A Ermida de S. Sebastião

A Capela do Espírito Santo

O Priorado

A Misericórdia de Alvalade

O património da Santa Casa da Misericórdia de Alvalade

Visitações do ordinário à Misericórdia

O ensino público em Alvalade

A assistência pública

As ceifas e outros trabalhos agrícolas

Sementeiras e outros trabalhos rurais

A debulha

Moinhos e moagens

Animais de engorda

A Semana Santa em Alvalade

A Pedra da Aleluia

As Feiras

Profissões, artes e ofícios

Barrigotos de Alvalade

Da Funcheira a Alvalade – O primeiro troço da linha do Sado

Alvalade de 1920

Alvalade de 1938

O Ciclone de 1941

O Casamento

O Óbito

O Cemitério

O Dia de S. Marcos

As Cavalhadas

O Entrudo

Contratos da Páscoa

Água potável

Cursos de água e pesca

Fauna de Alvalade

Superstições e remédios caseiros

Episódios de linguagem

Colmeias e mel

O Barradas

A Parteira Maria Grandona

O Coveiro Francisco Sobral

O Baeta

O Pregoeiro

Larga a tumba

_LPR

7 Respostas a Apontamentos históricos do Padre Jorge de Oliveira (1865-2015)

  1. José Raposo Nobre Responder

    5 de Maio de 2015 em 18:34

    A minha Homenagem à memória do Padre Jorge de Oliveira que tive a felicidade de conhecer, já acamado, onde ia pedir-lhe Livros de Julio Verne, que foram as minhas primeiras leituras. Foi a maior personalidade intelectual do Séc. XX em Alvalade.
    Seu nome devia estar numa das principais Praças, ou Ruas da Vila.
    Ou um busto no Jardim da Praça da República ?
    JRN

  2. Matilde Oliveira Responder

    6 de Maio de 2015 em 0:15

    Belíssimo trabalho, a homenagem será inteiramente merecida.

  3. Maria Ângela de Atayde Responder

    10 de Maio de 2015 em 9:14

    Numa das muitas cartas que trocou com o Dr. Cruz e Silva escreve, a certa altura, o Padre Jorge: “Confesso que, se a minha saúde e as minhas condições financeiras me garantissem suficiente independência, levaria a minha vida a estudar”.
    Foi esse amor ao estudo que o fez conceber o projecto de escrever a Monografia de Alvalade. Para isso, foi coligindo apontamentos, estórias, episódios, reflexões. Tudo “ao correr da pena”, como ele próprio diz.
    Infelizmente, a saúde não lhe permitiu realizar esse projecto. Ficaram-nos os “Subsídios para a Monografia de Alvalade”.

    Como diz Vergílio Ferreira, “viveremos na memória dos que nos conheceram”, então, que melhor homenagem que esta que o Dr. Luís Ramos lhe presta, ao publicar e dar a conhecer esta vertente do seu trabalho?

    Muito obrigada.

  4. Mariana Banza Responder

    11 de Maio de 2015 em 18:13

    A memória histórica e etnográfica de Alvalade seria decerto muito mais pobre se um membro da familia do Padre Jorge de Oliveira não tivesse facultado os seus apontamentos sobre as mais diversas áreas da sociedade alvaladense de então. O seu legado tem suscitado interesse em historiadores e população em geral.

    Como diz a D.Maria Ângela, é meritório também o trabalho de divulgação da obra, feito ao longo de muitos anos pelo Dr. Luis Ramos.
    Não fora este empenho e muitos de nós desconheceríamos hoje muitas coisas sobre Alvalade.

  5. Francisco Lobo de Vasconcellos Responder

    12 de Maio de 2015 em 12:04

    O P. Jorge de Oliveira é uma figura incontornável em Alvalade.
    Uma homenagem merecida e que deveria ser complementada com, talvez, uma sessão, onde se evocasse a sua figura, o seu trabalho, o seu legado…que se lançassem as base para a futuro, para a continuação do seu trabalho.

  6. Conceiçao Guerreiro Responder

    2 de Junho de 2016 em 12:16

    Gostaria de saber se os apontamentos historicos do p. Oliveira se encontram publicados em suporte de papel e onde se poderiam adquirir. Bem hajam pelo excelente trabalho.

    • admin Responder

      2 de Junho de 2016 em 16:03

      Olá Conceição! Os apontamentos históricos do Pe. Jorge não estão publicados em livro. A sua divulgação tem sido feita, sobretudo, aqui. Talvez um dia possam ser publicados num livro. Muito obrigado pelo interesse e pelas palavras simpáticas sobre este sítio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.