Início » Últimas » A Fonte Baptismal quinhentista da Igreja Matriz

A Fonte Baptismal quinhentista da Igreja Matriz

baptismal2Em Novembro de 1510 já a Igreja de Santa Maria, actual Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição da Oliveira, possuía a actual pia baptismal de cantaria, de secção octogonal e ligeiramente torsa, identificada e registada na visitação espatária dirigida pessoalmente pelo Mestre da Ordem Militar de Santiago da Espada à época, D. Jorge de Lencastre. O baptistério seria no entanto valorizado por força de um provimento da Ordem santiaguista, datado de 4 de Novembro de 1524, ordenando que se pinte “(…) na parede o bautismo de Nosso Senhor asy como o vira pintado em semelhantes capelas com Sam Joham e o Espiritu Samto segundo se pinta nas outras igrejas o decto bautismo“, ordem que foi cumprida e confirmada pela visitação de 1533, a que se acrescentou outra pintura, em data indeterminada, concretamente uma imagem de S. Sebastião, na parede oriental. As pinturas murais do baptistério já não estão à vista, não se conhecendo se foram removidas ou cobertas por sucessivas camadas de cal ou de rebocos. 
Entre 1510 e a data desta fotografia decorreram mais de 5 séculos, um hiato longo em que a fonte baptismal quinhentista da igreja matriz cumpriu condignamente a sua função e contribuiu para abrir as portas da vida cristã a múltiplas gerações de alvaladenses através do sacramento do Baptismo, num dos locais mais importantes e simbólicos de Alvalade.

_LPR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.