Início » Últimas » Antigos paços do concelho de “cara lavada”

Antigos paços do concelho de “cara lavada”

pcA intervenção de conservação e pintura dos antigos paços do concelho de Alvalade, actualmente residência e sede paroquial, é a primeira boa notícia de 2014 para o património cultural alvaladense. A degradação exterior que apresentava há muito que exigia uma intervenção urgente daquele que é um dos imóveis mais emblemáticos do centro histórico de Alvalade e agora concretizada.

Edifício de linhas simples, levantado nos finais do século XVIII, a antiga casa da câmara ou paços do concelho de Alvalade, tinha, no piso superior, o seu espaço nobre, constituído por uma sala de serviços de administração municipal e um salão para reuniões e actos solenes. Foi aí que, em 18  de Julho de 1833, o Duque da Terceira e parte do seu “estado-maior” reuniram a vereação e as demais autoridades de Alvalade, exigindo que aclamassem D. Maria II como soberana e rainha de Portugal, renunciando a fidelidade a D. Miguel I, anteriormente declarada.

O piso térreo era parcialmente ocupado por uma pequena cadeia, de cela única, situação muito comum na história do municipalismo português e que remonta aos finais da idade média. A grade de ferro da janela da velha cela, defronte para a praça (ainda visível em algumas fotografias antigas), traz à memória vários casos dramáticos da história social alvaladense, onde se destacam alguns homicídios violentos, quase sempre por questões passionais ou amores desencontrados que desassossegaram Alvalade no século XX, um deles ocorrido no cerrado de S. Pedro, ainda hoje lembrado pela população mais idosa. A tipologia da cela permitia a “exposição pública” dos detidos e aguçava a curiosidade da população quando tinha “hóspedes”, quase sempre por escassas horas, um dia ou uma noite até serem encaminhados para Santiago, para aí serem julgados. Com a extinção do concelho, o edifício teve usos diversos e chegou a ser escola masculina na primeira metade do século XX. Por ele passou grande parte da vida administrativa, judicial, política e social da freguesia ao longo de vários séculos.

Correm algumas informações, ainda sem confirmação oficial, que as igrejas matriz e da misericórdia serão os próximos edifícios históricos da vila que irão receber também uma intervenção de pintura e conservação. Fazemos votos, daqui, que essas obras se concretizem. São necessárias e perfeitamente justificadas.

_LPR

Uma Resposta a Antigos paços do concelho de “cara lavada”

  1. Manuel F. Neves (Lito) Responder

    31 de Março de 2014 em 18:31

    Felicito a recuperação do edifício em causa, fico a aguardar boas noticias sobre a recuperação da igreja matriz e da misericórdia e, já agora, relembro a URGENTE recuperação do edifício do Cinema Alvalade, símbolo de uma época da nossa terra.
    Abraço;
    Lito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.