Início » Últimas » Arquivos e memória

Arquivos e memória

As alterações na sociedade alvaladense que se verificaram nas últimas décadas levaram ao encerramento da ECA, da Orisul, da sede do Posto de Culturas Regadas, da estação da CP, de algumas representações sindicais que ainda existiram na vila, a reforma agrária e as cooperativas agrícolas também não vingaram, e mais recentemente foi desactivada a Escola Primária.

Destas organizações (e talvez mais uma ou outra que agora não nos vem ao pensamento), entre empresas e instituições, ficaram arquivos e registos da sua vida e das actividades que desenvolveram.  São parte da memória da freguesia e permitem estudar e compreender a evolução e o desenvolvimento social, cultural, político e económico de Alvalade.

Parte deles estão depositados no arquivo municipal de Santiago do Cacém. Deviam estar em Alvalade, mas actualmente não existe nenhuma estrutura na freguesia onde possam ser depositados e colocados ao dispor de estudantes, curiosos pelo nosso passado ou investigadores.

É património que requer uma equipa técnica e a criação de um espaço próprio, como por exemplo um arquivo, na freguesia, que poderia ser uma extensão do arquivo municipal, a instalar no antigo Cinema de Alvalade. Seria mais um contributo e uma “valência” de interesse para aquele edifício, que pode ser muito importante para a freguesia enquanto espaço de cultura, de lazer, e de convívio entre gerações.   

 

_LPR   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.