Início » Últimas » Dúvidas sobre a Ponte Romana

Dúvidas sobre a Ponte Romana

Na vila e entre os alvaladenses sempre foi conhecida como “ponte romana”. Mas, nas duas últimas décadas, surgiram várias teorias e  opiniões contraditórias. Alguns historiadores defendem que a ponte é de origem romana, mas teve obras importantes e de vulto no século XVI. Para outros é medieval, e há também quem sustente que a ponte actual foi construída no século XVII ainda que sobre a estrutura remanescente de outra já existente no local. O IGESPAR, na sua ficha on-line sobre o monumento, designa-a como “Ponte Medieval de Alvalade”, referindo que a ponte não deve ser anterior ao século XVII (ler a ficha aqui).

As últimas obras (em 2002), que deram à ponte a actual apresentação e que correram sob a orientação técnica da então Direcção Regional de Edifícios e Monumentos do Sul, trouxeram mais dúvidas e novas  interrogações. Depois de removido o reboco que cobria a ponte, no interior dos arcos foi imediatamente visível e detectadas duas técnicas e materiais de construção distintos (na foto). E com isso surgiu mais uma questão, que até hoje não foi esclarecida pelos técnicos e/ou especialistas na matéria e que tem dado campo para alguma especulação. Ou seja, para uns, as duas técnicas de construção distintas justificam-se com um hipotético alargamento do tabuleiro da ponte em data desconhecida. Para outros, o alçado reforçado na extremidade do arco pretende apenas conferir mais robustez à ponte do lado em que recebia o embate das águas da ribeira de Campilhas, e isso justifica uma técnica de construção diferente e mais sólida.  

Em suma, persistem muitas dúvidas e interrogações sobre a Ponte Romana de Alvalade, que decerto teriam tido algumas respostas se aquando das últimas obras tivesse sido feito um estudo apurado do monumento, actualmente classificado como imóvel de interesse municipal.

 

_LPR

2 Respostas a Dúvidas sobre a Ponte Romana

  1. José Raposo Nobre Responder

    2 de Abril de 2012 em 17:54

    Não havendo provas concretas sobre a origem da Ponte, uma coisa é certa, na década de 30 do Séc. XX o curso da ribeira de Campilhas foi desviado da Ponte para melhor aproveitamento da Várzea. Era a única Ponte para a margem esquerda, se há provas dos Romanos nesta região é de aceitar que tenham construido essa passagem.
    JRN

    • admin Responder

      3 de Abril de 2012 em 10:57

      Regra geral, onde existem pontes deste tipo ou outras semelhantes, vai ficando e subsistindo no tempo e na designação popular que são Pontes Romanas. Muitas vezes não são. No caso da nossa ponte penso que na altura das obras se perdeu uma excelente oportunidade para se estudar melhor o monumento. Ainda enviei alguns emails para o IPPAR, hoje IGESPAR, sugerindo um estudo arqueológico da ponte, mas foi em vão. Não surtiu qualquer efeito.
      _LPR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.