Início » Últimas » Pela requalificação da envolvente da Bica

Pela requalificação da envolvente da Bica

bica.envolventeA escadaria de alvenaria que servia de acesso à fonte e lavadouro da Bica pela travessa da fonte, foi demolida na sequência das obras de execução das redes de drenagem de águas residuais que abrangem a rua Catarina Eufémia, rua da Areia e travessa da Fonte, da responsabilidade da câmara municipal e com data de conclusão prevista para 14 de Agosto próximo.

O conjunto “Fonte e Lavadouro da Bica” foi edificado em 1918, pelos Caminhos de Ferro Portugueses, e representou um benefício muito importante para Alvalade durante várias décadas, sobretudo numa altura em que não existia a actual rede pública de abastecimento de água. Nas suas funções principais, enquanto fonte de abastecimento de água e lavadouro público, mas também enquanto espaço de convívio social, de confidências, de arranjos e desarranjos de namoricos, ou onde em surdina se contavam e ouviam as últimas notícias da vida da terra e do país, o que faz daquele conjunto um dos espaços mais importantes da memória colectiva de Alvalade. A fonte mudou para a actual localização na sequência da construção do troço ferroviário Alvalade-Ermidas, em substituição da antiga Fonte Branca situada uns metros acima na encosta desbastada para receber a nova via de comunicação. Apesar de ter perdido importância, a Fonte e Lavadouro da Bica são ainda hoje utilizados e frequentados. No conjunto arquitectónico destaca-se o frontão da fonte, que ostenta um friso de azulejos Arte Nova, de boa qualidade, com representação de flores policromas em relevo e desenho algo geometrizado.

Com as obras em curso ao redor da fonte, abre-se também uma janela de oportunidade que não pode ser desperdiçada para a necessária intervenção de requalificação e valorização da envolvente do monumento e do acesso pela travessa da Fonte criando uma melhor ligação daquele conjunto com o casco urbano da vila, tendo em conta que se trata de um espaço importante e património destacado da freguesia.

_LPR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.