Início » Últimas » Alvalade nas rotas do património do litoral alentejano

Alvalade nas rotas do património do litoral alentejano

pesoromano2Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, defendeu, há poucos dias, durante a  inauguração do evento “Tasquinhas”, em Sines, a aposta na criação de rotas do património do litoral alentejano. Adiantou que a intervenção está a ser estudada com as autarquias da região mas que existe a intenção de se avançar com as Rotas do Património do Litoral Alentejano.

A ideia não é nova e há muito que é defendida na região. A rota das igrejas e capelas, a rota do romano, a rota do manuelino, a rota do barroco e a rota do património da Ordem Militar de Santiago da Espada são algumas das ideias para a criação de rotas temáticas com o património da região que surgem com frequência em colóquios, fóruns, programas de rádio e artigos de opinião pela voz de vários patrimonialistas da região. O potencial do património do litoral alentejano, dizem, é enorme e não tem sido devidamente rentabilizado através de projectos conjuntos entre os concelhos da região, especialmente numa altura em que o segmento do turismo cultural está em franco crescimento em toda a europa. Sobre isso parecem não existir dúvidas.

Poderá Alvalade, que é umas das principais vilas históricas da região, integrar este projecto das rotas do património do litoral alentejano?

Pode, se houver o necessário e indispensável investimento na valorização do seu património com a requalificação da praça D. Manuel I e do centro histórico, a criação do núcleo museológico de arqueologia, a valorização da igreja matriz e do adro, a requalificação do acesso à ponte romana e respectiva envolvente, a musealização do espólio do Posto de Culturas Regadas (único em todo o litoral alentejano), e, eventualmente, a escavação e musealização in situ de uma ou outra jazida arqueológica que o justifique. A par, evidentemente, de um projecto de sinalização turístico-cultural e da publicação de brochuras e fichas sobre o património de interesse e visitável da freguesia. Sem esse investimento, dificilmente Alvalade poderá integrar, em boas condições e rentabilizando o que tem de melhor, qualquer rota do património do litoral alentejano ou outra.

_LPR

3 Respostas a Alvalade nas rotas do património do litoral alentejano

  1. Jorge Feio Responder

    22 de Julho de 2014 em 1:57

    Caro Amigo!

    Alvalade irá fazer parte de um projecto extremamente importante: O Atlas Histórico do Litoral Alentejano!

    Eu sou um dos autores e irei debruçar-me sobre a Cristianização do território, onde o Monte do Roxo terá lugar destaque.

    Mas também sei que haverá uma espécie de Carta Arqueológica do Litoral Alentejano e também já estou a ajudar os responsáveis por esse capítulo com a localização de todos os sítios arqueológicos da freguesia.

    Portanto, existem coisas a avançar e estarão publicadas até final do presente ano.

    Um grande abraço

  2. Matilde Oliveira Responder

    3 de Agosto de 2014 em 10:20

    Uma vila tão bonita e antiga como Alvalade merece tudo de bom para ser ainda mais conhecida.

  3. Custódia Guerreiro Responder

    21 de Agosto de 2014 em 23:08

    muito bem

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.