Início » Património » Património imóvel religioso » A Igreja da Misericórdia

A Igreja da Misericórdia

Igreja da Misericórdia. Século XVI. Maneirista.

De ascendente maneirista e com uma configuração arquitectónica pouco comum entre os templos das Misericórdias do Baixo Alentejo, a sua robustez permitiu-lhe sobreviver ao grande sismo de 1755 que não lhe provocou grandes danos, ao contrário do que sucedeu nos restantes edifícios civis e religiosos de Alvalade.

Em 1861 perdeu a sua função como lugar de culto com a extinção da Santa Casa da Misericórdia de Alvalade. No interior pode observar-se o arco triunfal de volta perfeita, a capela-mor e a lápide sepulcral de Frutuoso Pires, um benemérito alvaladense da Misericórdia.

No exterior destacam-se os robustos contrafortes, em escorço, a platibanda vazada e a cúpula hemisférica com lanternim. Na frontaria, por cima do portal, apresenta uma lápide em latim abreviado, cuja tradução directa é “Bem-aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão misericórdia”. O campanário exibe ainda o sino primitivo. Presume-se que a igreja terá sido concluída em 1570, como refere a pequena lápide colocada sobre o portal.

 _LPR

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.