Início » Últimas » O Cerrado de S. Pedro

O Cerrado de S. Pedro

s_pedro_O cerrado de S. Pedro é um dos locais mais emblemáticos e misteriosos da vila de Alvalade. O espaço era mais amplo e incluia o terreno do actual cemitério. O Padre Jorge de Oliveira, nos seus apontamentos históricos sobre Alvalade, explica-nos a origem do cerrado de S. Pedro: (…) havia também na Rua de S. Pedro, no Cerrado de S. Pedro, contíguo ao Rossio da Vila e junto à estrada que conduz à Fonte do Pote, uma ermida consagrada ao Príncipe dos Apóstolos, que já estava muito arruinada em 1749, que tinha a sua irmandade e alguns bens. Em 1854, neste mesmo local, e em parte do referido cerrado de S. Pedro, foi construído, por subscrição pública, o cemitério da freguesia“.

Um dos registos mais antigos da ermida de S. Pedro data de 23 de Novembro de 1510, quando o Mestre da Ordem de Santiago, D. Jorge de Lencastre, dirigiu uma rigorosa e demorada inspecção à comenda de Alvalade. Os visitadores encontraram um pequeno templo, muito degradado, de taipa, com uma só divisão (com 6,60 m de comprimento por 3,85 m de largura), sem portal nem porta na sua única entrada, sem ousia, sem altar,  com uma cobertura de telha vã, e circundado por um valado. Apresentava ainda um alpendre incompleto, em taipa, devidamente emadeirado, mas por telhar.  No lugar do altar os visitadores encontraram (…) huma tavoa muito estreita e piquena sobre duas estacas omde estaa huua imagem de paao de São Pedro, muito piquena e velha e na dita tavoa estão tres pedacos de manteis muito velhos”. Nada mais existia no interior da ermida. Deficientemente conservada e sem estar provida do essencial, não foi decerto difícil verificar que a pequena ermida não tinha (…) obrigação de nenhuuma missa”. Por fim os visitadores quiseram saber a origem do templo e/ou quem o teria edificado, factos desconhecidos para os oficiais do concelho e da comenda que acompanharam a visita, que apenas souberam informar que a câmara de Alvalade já o teria restaurado algumas vezes, assim como Lopo Afonso (provavelmente um morador abastado). Porém, as características topográficas do cerrado  sugerem uma ocupação mais antiga, que carece de confirmação através de sondagens e escavações arqueológicas, sobretudo nas traseiras do cemitério e terrenos confinantes. O cerrado de S. Pedro ou cerrado das tulhas, como também é designado entre a população, que guarda ainda muitos mistérios por desvendar, foi também palco de um dos homicídios mais violentos e trágicos da história da freguesia, ocorrido no século passado, que ceifou a vida de uma jovem alvaladense, episódio que ainda hoje é recordado pelas gerações mais idosas.

_LPR

Uma Resposta a O Cerrado de S. Pedro

  1. Rosa Freire Responder

    8 de Novembro de 2014 em 0:49

    É muito interessante ler neste espaço histórias que eu desconhecia sobre a minha terra. Acontecimentos esses, que devem ter o seu quê de verídicos e ao mesmo tempo de misteriosos. Sempre conheci o cerrado das tulhas, mas as histórias que giram à sua volta ignorava-as completamente. Obrigada.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.