Postigos…

Início » Últimas » Postigos…

Sem comentários

Em tempos não muito recuados poucas eram as habitações com janelas na Alvalade mais ‘antiga’. Eram sobretudo os postigos das portas que permitiam o arejamento das casas, onde muitas vezes se cozinhava em lume de chão. Regra geral as casas eram escuras e os postigos foram, bastas vezes, a única entrada de alguma luz natural e por isso permaneciam abertos grande parte do ano, com excepção dos dias frios. Por eles também se escutaram notícias boas e outras dramáticas, os queixumes das vizinhas, os boatos da vila, passaram ou se recusaram esmolas, de quem pouco ou nada tinha.
Alguns foram também locais de cortejamento e de namoricos com as raparigas do lado de dentro e os rapazes do lado de fora trocando promessas de amor eterno e beijos fugidios, quase sempre às escondidas…

_Luis Pedro Ramos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.